Você já deve ter escutado falar em LGPD, não é mesmo?

Há mais ou menos um ano, em agosto de 2020, entrou em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, ferramenta do governo para regulamentar como os dados dos brasileiros são tratados, armazenados e protegidos, prevendo multas a empresas que deixarem informações vazarem.

Mas você realmente sabe o que envolve e diz essa lei tão importante, principalmente, para os consumidores e empresas?

Dentro das estratégias de marketing, é preciso ficar atento e criar táticas para seguir essa lei, que afeta a forma com que as empresas e organizações captam, armazenam e utilizam dados de seus clientes, tanto no meio online quanto offline

Veja a seguir o que é LGPD e qual a relação e impactos causados no marketing.

O que é LGPD?

Como falamos, a sigla significa, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais.

A Lei Nº 13.709 de agosto de 2018 descreve sobre como os dados dos brasileiros devem ser coletados, tratados, armazenados e protegidos, prevendo punições para descumprimento em casos de vazamentos, ou outras irregularidades.

Ou seja, estabelece regras sobre a coleta de informações de todos dentro do território nacional, que devem ser feitas apenas com o consentimento dos usuários, ao menos que seja mandado judicial ou garantir segurança pública e/ou de Estado. Sendo para dados conseguidos através de meios digitais ou outros.

Todas as empresas e prestadoras que trabalham com tratamento de dados dos cidadãos brasileiros feita em território nacional, sediadas no Brasil ou no exterior, com operações no país ou não, precisam estar adequadas à lei.

LGPD x Marketing

O Marketing é uma das áreas que a LGPD também causou impactos. Não necessariamente negativos, pois apesar das mudanças impostas pela lei, o profissional que possui um olhar estratégico, identificou como oportunidades esse novo momento.

A tendência é que as empresas utilizem métodos mais naturais para alcançar seus consumidores, aumentando sua inteligência e sendo mais específicas na geração de leads e mais precisas com a famoso “big data” para um número menor de dados, mas que serão mais assertivos e com informações ricas.

Desta forma, aproveitar o momento para evoluir nas táticas para gerar valor para os clientes reconhecendo suas preferências é uma excelente estratégia.

Como fazer Inbound Marketing?

A metodologia de Inbound Marketing é guiada pela obtenção e análise de dados e informações, porém isso não significa que a lei afetou a eficiência dessa estratégia.

O que está trazendo cada vez mais resultados para as empresas é a utilização de estratégias para atrair, através de conteúdos relevantes produzidos com os interesses do consumidores, e conquistar os clientes, para que de forma natural, eles forneçam seus dados e autorizem as empresas a se comunicarem com eles.

A aplicação da metodologia de Inbound Marketing, se feita corretamente e em atenção às regras de transparência, minimização do uso de dados e o consentimento do potencial cliente, permitirá a coleta de informações do consumidor e da empresa de forma legal e efetiva.

Tudo isso é possível e feito através das diversas ferramentas de marketing capazes de conquistar os potenciais clientes e trazer incríveis resultados. Algumas delas são:

  • Marketing de conteúdo;
  • Geração de Leads;
  • E-mail marketing;
  • Anúncios segmentados;
  • E muito mais!

O que acontece com quem não cumpre essa lei?

Os vazamentos de dados serão analisados pela ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados) e julgados conforme a gravidade de cada caso. As empresas e prestadoras serão obrigadas a informar as falhas às autoridades tão logo tomem conhecimento delas, e não mais poderão esperar por consertar os vazamentos antes de virem a público.

Dependendo de cada situação, as empresas serão orientadas a divulgar ou não o vazamento publicamente, enquanto as multas e sanções serão aplicadas proporcionalmente. As consequências variam de uma advertência a uma multa simples a até R$ 50 milhões.

Desta forma, todas as empresas devem apagar dados que julguem não serem mais necessários e respeitar o direito e informações do público.