Refletir, ampliar, decorar e agregar design: confira como os espelhos podem dar personalidade aos ambientes

Convidamos o arquiteto Renato Mendonça para explicar um pouco sobre como usa o espelho, de forma criativa, em seus projetos!

“O espelho nunca vai sair de moda! E hoje a gente sabe que sua função de reflexão é apenas uma das grandes qualidades desse elemento. Além de decorativo e funcional, ele também agrega design aos diferentes projetos”, explica o arquiteto Renato Mendonça, a frente do escritório de arquitetura paulistano que leva seu nome, e hoje apresentador do programa “24h pra redecorar” do Discovery Home & Health, um dos maiores canais de arquitetura (e transformação) do país.

Aqui na Guardian, a gente sabe bem disso. Tanto que o Espelho Guardian® Evolution, Top of Mind na categoria desde 2003, possui reflexão perfeita e conta com uma supercamada de proteção, com maior resistência às manchas e oxidação. Sustentável e com alta durabilidade, o produto oferece 10 anos de garantia.

E mais: pensando em incorporar personalidade aos ambientes, o Espelho Guardian conta com as cores prata, bronze e fumê.

Essa última foi justamente a escolha de Renato Mendonça em um projeto bem diferente: “Um dos meus primeiros projetos foi um apartamento de 35m². Nesse caso, o uso de espelhos era quase uma obrigação para ampliar o ambiente. Porém, junto ao cliente – um casal jovem, sem filhos, que queria um local para receber amigos – buscávamos um ambiente mais intimista, com atmosfera contemporânea, com paleta mais escura. Utilizamos, então, o espelho fumê na maior parede do living. Além de trazer um reflexo sutil, ele trouxe um brilho presente, em contraste com uma caixa amadeirada. Aproveitamos o reflexo fumê para ‘mimetizar’ a televisão, que foi instalada sobre o espelho, tornando-a um elemento quase imperceptível no espaço”, conta ele.

Em outro projeto, o arquiteto, que gosta de criar contrastes entre atmosferas mais naturais, com plantas e iluminação natural, e cores e elementos mais pontuais, tornou o espelho o elemento central: “Meu ambiente da Casacor SP 2019 mostra exatamente esse contraste. O espelho de desenho em arco e bisotê de 5 centímetros trouxe contemporaneidade frente a um espaço rústico, onde o material natural foi explorado ao extremo. Nesse caso, tornou-se elemento de destaque por seu desenho e dimensões” relata.

Essa última foi justamente a escolha de Renato Mendonça em um projeto bem diferente: “Um dos meus primeiros projetos foi um apartamento de 35m². Nesse caso, o uso de espelhos era quase uma obrigação para ampliar o ambiente. Porém, junto ao cliente – um casal jovem, sem filhos, que queria um local para receber amigos – buscávamos um ambiente mais intimista, com atmosfera contemporânea, com paleta mais escura. Utilizamos, então, o espelho fumê na maior parede do living. Além de trazer um reflexo sutil, ele trouxe um brilho presente, em contraste com uma caixa amadeirada. Aproveitamos o reflexo fumê para ‘mimetizar’ a televisão, que foi instalada sobre o espelho, tornando-a um elemento quase imperceptível no espaço”, conta ele.

Em outro projeto, o arquiteto, que gosta de criar contrastes entre atmosferas mais naturais, com plantas e iluminação natural, e cores e elementos mais pontuais, tornou o espelho o elemento central: “Meu ambiente da Casacor SP 2019 mostra exatamente esse contraste. O espelho de desenho em arco e bisotê de 5 centímetros trouxe contemporaneidade frente a um espaço rústico, onde o material natural foi explorado ao extremo. Nesse caso, tornou-se elemento de destaque por seu desenho e dimensões” relata.

Mas, é claro, o efeito de ampliação do espaço criado pelo espelho segue sendo o mais conhecido. E nem por isso, ele precisa ser básico: “Recentemente, em um projeto de casa noturna, ao acaso, conseguimos criar um fundo infinito instalando dois grandes espelhos em paredes que não estavam perfeitamente paralelas. O resultado foi um reflexo infinito e ficou incrível! Nesse mesmo projeto, criamos ‘tijolinhos’ em espelho sobre parede de tijolo preta afim de criar profundidade e refletir as luzes da festa”, detalha o arquiteto.

E se você já entendeu a importância desse elemento tão atual nos projetos, mas ainda não decidiu como ele vai refletir, ampliar, decorar ou agregar design ao seu ambiente, ficam aqui algumas dicas do Renato: “Além da ampliação, alguns outros efeitos podem ser conseguidos. Gosto muito do reflexo e potencialização da luz com difusão de brilho luminoso com o uso desse material. Também gosto da sensação de janelas que podemos conseguir usando apenas uma faixa de espelho junto ao teto”, revela. 

E que tal aproveitar o momento mais ‘dentro de casa’ que estamos vivendo para colocar a criatividade em prática: “Esse momento delicado que estamos vivendo nos fez olhar mais para nós mesmos. E isso nos trouxe a necessidade de identificação com o espaço que nos cerca, com a nossa casa. As nossas necessidades também mudaram e talvez tenham surgido funções que nunca haviam sido pensadas antes, assim como alguns pequenos detalhes que passam a incomodar a rotina atual. Fatores como esses encorajaram à mudanças, a busca pela identificação própria com o espaço e também pelo espaço ativo e funcional”. Ou seja, vale dar uma paradinha para reparar ao seu redor e explorar novas possibilidades. Que sejam bem espelhadas ;-)

Clique aqui para saber mais sobre o Espelho Guardian Evolution